comoachar.com
PRENSAS

enfardadeiras

MAQUINAS E EQUIPAMENTOS PARA A INDUSTRIA DE CHOCOLATE E ALIMENTOS

prensas-hidraulicas-reciclagem-enfardadeira-955601-MLB20346721003_072015-F.jpgprensas_hidraulicas.jpg
presnas_ind_farmaceutica.jpgprensa_horizontal.jpgprensas_hidraulicas.jpgfiltro.jpg

Princípios de Funcionamento e Conceitos Básicos sobre Filtros Prensa




O Filtro Prensa tipo Câmara é um equipamento de alta robustez destinado a fazer a separação de sólidos/líquidos, através da passagem forçada de soluções com resíduos, por elementos filtrantes permeáveis.
Este processo é feito pelo bombeamento destas soluções contra as lonas filtrantes que só permitem a passagem da parte líquida da solução, a qual é drenada (já isenta de sólidos) através de canais presentes nas placas filtrantes.
A parte sólida vai sendo continuamente depositada nas lonas, formando sobre as mesmas uma camada cada vez mais espessa.
As placas filtrantes possuem um perfil que permite às mesmas, quando montadas uma contra a outra, formarem no interior do equipamento câmaras que são completamente preenchidas pelos sólidos.
O bombeamento sob alta pressão faz com que as partículas se acomodem de forma a gerar no final do processo tortas compactas e com baixo nível de umidade.
Com a abertura do equipamento, estas “tortas” são retidas para descarte ou reaproveitamento.
O fechamento do conjunto é feito por um cilindro hidráulico, mantendo as placas pressionadas uma contra a outra de forma que as mesmas não se separem quando submetidas às altas pressões de filtração.
A seleção correta dos elementos filtrantes, da bomba de alimentação, etc. aliados as características particulares de cada processo, permitem atingir rendimentos de separação surpreendentes, podendo gerar tortas com até 60% de teor de sólidos.

Aplicações do Filtro Prensa
Efluentes Industriais:
(ETE, Galvanoplastia, Fosfatização, Decapagem, Lavador de Gases, Industria Têxtil, Industria Metalúrgica, Industria eletroeletrônica, Vidros, Mármores e Granitos, Cerâmicas, Etc.).

Lodos Sanitários:
(ETB, Lodo Biológico, Lodo Primário, Lodo Secundário, Lodo Neutralizado, Etc.).

Suspensões Industriais:
(Pigmentos e Corantes, Cabines de Pinturas, Soluções com Partículas Metálicas, Etc.).

Produtos Químicos:
(Hidróxidos Metálicos, Carbonato de Cálcio, Silicatos, Etc.).

Vantagens do Processo:
- Redução do tempo de secagem dos sólidos retidos, em comparação a sistemas como leito de secagem;
- Redução de custo na implantação, manutenção e no consumo de energia, em comparação a sistemas como leito filtros tipo esteira rotativa;
- Elevada redução nos custos de armazenagem, transporte e descarte (incineração, etc.), principalmente para aplicações em estações de tratamento de efluentes (ETE);
- Possibilita o reaproveitamento do material retido, quando conveniente;
- Permite uma condição favorável de manuseio dos sólidos retidos (torta), se comparado a polpas e lamas com alto índice de umidade;
- Concentra elevada área de filtragem em pequeno espaço físico de instalação;
- Não exige operadores qualificados;


Fatores que Influenciam no processo de filtração:

Velocidade de sucção na filtração:

A velocidade de sucção do fluido a ser filtrado proporciona o que chamamos de efeito de arraste dos sólidos. Desta forma quanto maior for a velocidade de sucção, maior será o arraste de particulado e melhor será o processo de filtração.

Velocidade de passagem pelo elemento filtrante:

A velocidade de passagem do fluido a ser filtrado pelo meio filtrante ou elemento filtrante influencia na capacidade de retenção dos sólidos por parte do elemento filtrante. Desta forma quanto maior for a velocidade de passagem menor será a retenção de partículas sólidas.

Área filtrante:
A área filtrante interfere diretamente em dois fatores: pressão e velocidade. Quanto maior for a área filtrante menor será a velocidade de passagem e menor a pressão do sistema. Desta forma concluímos que quanto maior for a área de passagem melhor será o processo de filtração

Características Técnicas:

- Volume das câmaras de até 380 litros;
- Placas nas dimensões de 400x400 e 630x630;
- Disponibilidade de conjuntos com até 50 placas;
- Estrutura em Aço Carbono com pintura em Epóxi;
- Placas de Filtragem em Polipropileno Injetado;
- Bomba de alimentação (Pneumática ou Elétrica);
- Conjunto de condicionamento de ar comprimido tendo Lubrefil e Válvulas direcionadoras;
- Bandeja coletora de pingos c/ dreno lateral em Polipropileno;
- Funil de coleta de torta em Polipropileno;



O filtro prensa de placas em polipropileno é projetado para processos ou estações de tratamento de efluentes, onde se necessita separar a parte fluida (líquidos corrosivos, líquidos químicos, líquidos abrasivos, lodo biológico, entre outros) dos sólidos. Possui câmaras para armazenamento dos sólidos e saída direcionada para descarte da parte líquida.

filtros prensa
Filtro prensa de placas, muito utilizado na filtragem de sólidos em todos os se gmentos da indústria.

Sendo amplamente utilizado em processos de recuperação de produtos e matérias primas, conservaçãode energia e tratamento de efluentes.
Construído em aço carbono e pintura epoxi, placas de filtragem em polipropileno.
Podendo ser fornecido na versão manual, automática e totalmente pneumática.

Exemplo da estrutura de nossos sistemas de extrusão

Acessórios disponíveis:

• Placa Seguidoras
• Vedações Seguidoras
• Levantadores
• Elevadores Pneumáticos
• Kit's de Mobilidade
• Suporte de Assoalho
• Regulares de Fluido
• Pistolas de Fluido
• Pistolas de Extrusão
• Kit de Bico de Extrusão